A parceria fundamental entre o Fisioterapeuta e o Neurologista


 

 O fisioterapeuta é o melhor amigo do neurologista. Ele é o profissional formado para trabalhar a parte motora, respiratória, o equilíbrio e o funcionamento do paciente. Depois de um AVC ou traumatismo craniano, o fisioterapeuta se torna parte necessária no tratamento. Quanto mais cedo esse profissional for acionado, maior a chance de recuperação do paciente nessas condições. 
 
 Não só os neurologistas, mas todos os médicos de um modo geral devem conhecer a importância do fisioterapeuta na reabilitação de um paciente. Ele é o principal indicado para colocar o paciente em pé. Com um bom fisioterapeuta, esse paciente consegue voltar a andar, a mexer, ganhar equilíbrio corporal e a recuperar a auto estima. 
 
 O paciente que não tem um acompanhamento fisioterapeutico imediato, que fica sobre a cama sem o cuidado especial, tem mais chance de desenvolver um quadro depressivo, de não ter uma reabilitação correta, de não conseguir recuperar o movimento.
 
A fisioterapia motora faz muito mais que apenas alongamentos e testes de força. Ela é responsável pela reeducação de equilíbrio, da marcha. Junto com o terapeuta ocupacional, esse profissional pode auxiliar o paciente a recuperar o equilíbrio e, no caso do fisioterapeuta respiratório, cabe a função de trazer de volta a capacidade respiratória, evitar a pneumonia, a formação de rolha de secreção, de permitir o paciente que reexpanda o pulmão da maneira correta.
 
Toda essa importância resume o fato de que o neurologista muitas vezes necessita de uma equipe multidisciplinar. A partir do momento em que pensarmos a medicina de forma multidisciplinar, conseguiremos garantir a recuperação eficaz dos mais variados quadros clínicos.
Texto redigido a partir do depoimento do neurologista Dr Flávio Sekeff Sallem.
Top UK Bookmakers b.betroll.co.uk betfair
How to get bonus http://l.betroll.co.uk/ LB